nav-left cat-right
cat-right

Cinco sustentáveis

Tempinho que não falo sobre novidades sustentáveis por aqui. Tempinho também que não faço o velho e bom post “cinco em um”. Vamos lá, aos dois, ao mesmo tempo?

Gostei muito da reportagem sobre a fabricação de placas para isolamento térmico com o reaproveitamento de caixas de leite em casas muito simples no Rio Grande do Sul que vi no Jornal Nacional: clique e assista a matéria pois vale a pena!

Caixas de leite dão bom revestimento para isolamento térmico.

O mais interessante a meu ver é que o “produto”, pode ser fabricado, “standartizado” (ou seja, padronizado), adaptado ao comércio ou não: simplesmente feito pelas próprias pessoas que dele necessitam e aplicado em casa. Pode produto melhor?

A casa super sustentável premiada no "Planeta Casa" deste ano.

Também teve o resultado do Prêmio Planeta Casa deste ano, e além dos produtos de design de que gostei muito – a linha “Tak” de Pedro Useche e a cadeira “Vó Judith” de Nicole Tomazi são meus preferidos – adorei a casa construída por Angelo Negri: a chamada “Toca do Tatu” tem apenas 120 metros quadrados mas, com o carinho com que foi construída, parece muito mais. Os sacos preenchidos de terra do próprio local que formam as paredes me encantaram pois me passam um misto de fé no futuro da construção feita com as próprias mãos (para quem quiser entrar nessa), e de romantismo: afinal de contas, quem não gostaria de construir, com as próprias mãos, a casa onde vai morar? Muito legal!

Super em alta, os jardins verticais podem ser montados com o Favo Verde.

Outra coisa a qual gostei muito foi conhecer a “Favo Verde“: a empresa que tem o mesmo nome de seu principal produto também foi premiada com nada menos que o iF Design Awards deste ano, e com toda razão: além de fabricado de forma “verde”, leva “o verde” a todo canto. Trata-se de um produto feito de fibra de coco prensada, em formato hexagonal – daí o nome “favo” – que dá suporte para a montagem de jardins verticais somente com o próprio produto ou montado sobre qualquer parede: possui resistência mecânica, química e microbiológica, sua manutenção é simples, pode ser regados e evita vazamentos devido à capilaridade da fibra e a disposição das colméias. Uma graça!

Além de drenar a água da chuva, neste projeto da calçada da Casa Cor© São Paulo em 2006, Benedito Abbud também incluiu pequenas fontes em algumas placas do piso da Braston: ficou um arraso!

Esse já é produto antigo mas vale para completar o post!   O piso drenante da Braston, chamado “Megadreno“, foi sucesso na calçada de Gilberto Elkis Benedito Abbud na Casa Cor© São Paulo de 2006 – e este eu vi de perto! São peças pré-moldadas de concreto que incorporam fibras naturais e agregados minerais que possuem altíssima capacidade drenante: superior a 91%! Os pisos são antiderrapantes e não criam poças diminuindo significativamente a impermeabilização do solo. Logo, aliam segurança, durabilidade e qualidade e não exigem mão-de-obra especializada para seu assentamento. As peças são produzidas em diversidade de tamanhos e espessuras e podem ser colocadas e retiradas uma a uma com facilidade, dando acesso ao subsolo. Não é mesmo uma be-le-za?

São bonitas e fáceis de fazer!

E sempre tem o final, não é? Termino com estas cestas lindas feitas por um artesão de Nova York a partir de… papel! Sim, aquele papel grosso que às vezes a gente despreza, que vem envelopes “vai-e-vem”, embrulhando objetos, em algumas sacolas (mais raro), enfim, um papel craft que faz belas tiras que são apenas tramadas e viram estas cestas que saem como um belíssimo toque decorativo e sustentável em qualquer casa. Não dá para guardar muita coisa pesada dentro, mas que elas fazem bonito, ah, isso fazem…

PS 1: a nota sobre o piso da Braston é inédita, viu? É antigo para o mercado, mas novinho para o bloguinho aqui.

PS 2: na mesma nota, na primeira versão publicada deste post, troquei Benedito Abbud – o verdadeiro criador da calçada – por Gilberto Elkis, também paisagista. Ah, o que seria de mim se não fossem meus amigos, né Marisa Lima

Related Posts with Thumbnails

Deixe um Comentário