nav-left cat-right
cat-right

Na Casa Cor Rio 2015: o início

A Villa Aymoré, local do evento neste ano: casas centenárias com pé direito de 3,80 metros, dois pavimentos e muita história pra contar...

A Villa Aymoré, local do evento neste ano: casas centenárias com pé direito de 3,80 metros, dois pavimentos e muita história pra contar…

Bem, meus planos, neste ano, em relação à Casa Cor Rio é de ir algumas vezes, aproveitando que posso ir e voltar à pé!  A Villa Aymoré, localizada na Ladeira da Glória, é uma vila antiiiiga de casas de dois andares e um prédio no fim – que ainda não saquei o que era – é sede do evento, e todas as casas estão sendo comercializadas, ou seja, você pode alugar uma casinha boa, num lugar na zona sul do Rio, ao lado do metrô e pertíssimo do Centro – uma “mão na roda” para quem puder, claro – e não vai ser barato…

E começo por aí, pela arquitetura da mostra: recuperar um espaço desses – não é UMA casa antiga de vila, gente: são OITO!  – é uma missão das mais especiais e um verdadeiro presente para a cidade que completa 450 anos neste ano. A Casa Cor Rio está de parabéns, é claro…

 

Uma das primeiras casas coube à Paola Ribeiro criar a "Casa da Praia": elegante e bela como a profissional sempre faz. E olha este tapete... Clique para ver maior.

Uma das primeiras casas coube à Paola Ribeiro criar a “Casa da Praia”: elegante e bela como a profissional sempre faz. E olha este tapete… Clique para ver maior.

Não sei se todos vocês sabem, mas aproveitei o brunch da imprensa, realizado no último sábado, e postei imagens de lá via Instagram e via nova página do blog no Facebook! Sim, a gente demooora mas afinal… faz!  A página vai ter muuuuita coisa: não vou “abandonar” meus textos longos e análises aqui do blog, mas vamos ter um espaço alternativo e dinâmico para nos manter atualizados, ok? Vai lá, curta e veja todas as novidades: www.facebook.com/casacomdesignblog

Mas daí que me arrumei toda, inclusive com carregador portátil do smartphone na bolsa, e eis que eu estava NA METADE da mostra e a bateria do telefone acabou…  Não tem desculpa, pois eu pensei nisso antes, mas o que não se concebe mais – e já fiz este aviso via Instagram – é que em eventos como este não haja VÁRIAS “torres de abastecimento” de celular… Todo mundo carrega um na bolsa, e todo mundo depende de um deles: para trocar rápidos “zaps“, para as fotos, para as indefectíveis selfies e para telefonar também! Quem souber colocar uma delas ao lado de um isopor de água mineral, vai ficar rico, juro!

 

Destaque na "Sala de Estar Belas Artes", de Ricardo Melo e Rodrigo Passos: com toques retrô, um agradável espaço para contemplar, com direito à músicas dos anos 70 e 80.

Destaque na “Sala de Estar Belas Artes”, de Ricardo Melo e Rodrigo Passos: com toques retrô, um agradável espaço para contemplar, com direito à músicas dos anos 70 e 80.

Bom, ao final, quem me salvou do “apagão total” foi a gentil Jaqueline, recepcionista da super agradável do “Jardim de Frida Kahlo“, criado por Paula Bergamin – que só pela homenagem já “me ganhou” – falarei mais deste espaço por aqui.  E aí lá se foi “transmissão ao vivo” da mostra deste ano, mas não vai faltar oportunidade nem espaço para que eu mostre TUDO que me chamou atenção MESMO!

Bom, são cerca de 5 mil metros quadrados divididos em 42 espaços transformados por 63 profissionais: uma edição enxuta e muito boa, verdade. A dificuldade de lidar com imóveis tombados (a vila inteira o é), só faz com que nossos queridos arquitetos e designers de interiores sejam mais criativos e muito bem sucedidos! Por mim, todo ano faria uma mostra num lugar assim… E o evento completa 25 aninhos de bons serviços prestados à cidade, vamos ser sinceros: em todos estes anos, entre mais de MIL AMBIENTES, modificados por cerca de 150 empresas parceiras e de 545 profissionais envolvidos diretamente, a mostra já aconteceu em palacetes, casas urbanas, lançamentos imobiliários e um hotel – sem esquecer a Tribuna do Jóquei, né? Ainda não chegaram à marca do 1 milhão de visitantes, mas pode ser que daqui a uns dois anos…

Em cada entrada, um pequeno jardim: este é de Anna Luiza Rothier.

Em cada entrada, um pequeno jardim: este é de Anna Luiza Rothier.

As casas da Villa Aymoré são cheias de histórias, vocês nem imaginam – prometo ir contando aos poucos, durante o mês de mostra. Aqui nesse post você só vê alguns detalhes mais bonitos de espaços que visitei e gostei, e vou falar um pouquinho sobre quatro espaços de que gostei mais, para que ninguém deixe de visitá-los, ok? Vamos a eles:

  • Quarto da Amante” de Adriana Ferraz e Cristiana Galvão – um sonho de quarto! E cheio de referências à Baronesa de Sorocaba – que ali morou – irmã da famosa Marquesa de Santos e – pasmem! – também amante de Dom Pedro I A dupla inicia na mostra com pé direito e vou falar mais do espaço por aqui, pro-me-to!
  • Lab LZ by GT” de Gisele Taranto – tive o privilégio de conversar com Gisele no local e só digo a vocês uma coisa: ela enlouqueceu… para o bem! Ou seja: o espaço está especial e tem a marca da ousadia e do bom gosto de Gisele em cada pedacinho. Vale a pena visitar e olhar tudo, tudo. Mais? Depois!

 

Participação paulista aqui no Rio: a "Casa dos Cocares", de Marina Linhares, está maravilhosa. Na imagem o detalhe da primorosa marcenaria que abriga a cozinha do espaço.

Participação paulista aqui no Rio: a “Casa dos Cocares”, de Marina Linhares, está maravilhosa. Na imagem o detalhe da primorosa marcenaria que abriga a cozinha do espaço.

  • Escritório Multiuso” do Jairo de Sender – um espaço louco, com um monte de cores misturadas, e até espelho no teto do banheiro! É um escritório com direito a banheirinha de Veuve Clicquot (!) e mesa de sinuca preta com prata! Uma mistura das mais interessantes que Jairo orquestrou com maestria. Imperdível: TRÊS OBRAS de Juarez Machado na parede atrás da mesa de trabalho, wow
  • Atelier 35 A – Espaço Deca” de Lia Siqueira – depois de tanto tempo, ver a profissional de volta à mostra não tem preço… Ou melhor, deve ter sim, e é bem alto! Mas você vê todo o talento de Lia, aliada à marcenaria de ninguém menos que Etel Carmona, pelo preço do ingresso. Não deixe de ver o misturador EXCLUSIVO que Lia criou para a Deca e todos os detalhes de um espaço projetado por uma profissional acima da média.

 

Sensacional: é o que posso dizer desta "horta vertical" feita com peças Do novíssimo "Gauss": linha cimentícia sextavada da Passeio Revestimentos fornecida pelo Empório Frei Caneca. Criação de Mariana Dornelles e Stéfano Barino para o "Jantar à Carioca": não deixe de ver!

Sensacional: é o que posso dizer desta “horta vertical” feita com peças Do novíssimo “Gauss”: linha cimentícia sextavada da Passeio Revestimentos fornecida pelo Empório Frei Caneca. Criação de Mariana Dornelles e Stéfano Barino para o “Jantar à Carioca”: não deixe de ver!

Para começar tá bom, né? Vocês nem imaginam tudo que bolei para este evento…  Estejam atentos à nova página e também aqui ao blog. Devagar… Lá vamos nós!

SERVIÇO
Casa Cor Rio 25 anos
Vila Aymoré – Ladeira da Glória nº 26 – Glória
De 1º/09 a 4/10/2015
De terça a domingo das 12h às 21h
(Aberto excepcionalmente no feriado do dia 07/09)

Related Posts with Thumbnails

Deixe um Comentário