nav-left cat-right
cat-right

Os lindos metais da THG Paris

A coleção "O", criada em parceria pelo Studio Putman e Christofle, que me fez conhecer a marca: design diferenciado em metal.

A coleção “O“, criada em parceria pelo Studio Putman e pela Christofle, que me fez conhecer a marca: design diferenciado em metal.

Certo: pelo que entendi, a THG Paris começou na França, contando com todo aquele charme e beleza próprios daquela terra – bonita e elegante. Mas hoje em dia, “dadas as circunstâncias” – isto é, o verdadeiro gigante econômico que são os Estados Unidos – ela “se americanizou”? interessado Fica a pergunta, mas o que sei é que, seja no site – em francês ou em inglês – o que vi de verdadeiras belezas em metais para banheiros e cozinhas é realmente marcante.

Cerâmica e metal trabalhados em conjunto pelos artistas da Bernardaud para criar o volante do misturador "Marquise gold decor".

Cerâmica e metal trabalhados em conjunto pelos artistas da Bernardaud para criar o volante do misturador “Marquise gold decor“.

"Pure" é um bom exemplo de peça contemporânea da coleção da THG Paris.

Pure” é um bom exemplo de peça contemporânea da coleção da THG Paris.

É preciso registrar um porém: estou falando de peças para ambientes de alto luxo/alta decoração, voltadas em sua maioria para o estilo clássico, que é onde o olhar tanto da Europa, quanto dos EUA, está mais focado. Há peças contemporâneas muito bonitas, mas o destaque mesmo são as mais trabalhadas, com ricos detalhes em cristal, porcelana, algumas pedras semi preciosas e até chifres. E destaque também para as grifes: há uma extensa relação de “colaboradores” da empresa que são marcas de estilo, tais como Baccarat, Christofle, Lalique, Pierre-Yves Rochon, Studio Putman, etc., que colocam seus talentos criativos em parceria com a empresa para criarem peças que podem levar sua assinatura.

Para a cozinha, o clássico "leve" da coleção "Montmartre".

Para a cozinha, o clássico “leve” da coleção “Montmartre“.

Daí que é uma boa dar uma olhada com atenção para os detalhes, fartura de acabamentos e formas dos produtos da empresa: desde misturadores e torneiras até pequenas saboneteiras e outros acessórios. É um exercício que nos faz enxergar que nem só de linhas retas e de minimalismo se fazem boas peças de alta qualidade. Claro, o olhar brasileiro de hoje em dia é praticamente todo voltado para as criações italianas, alemãs e escandinavas – que eu também adoro! – mas acabamos por nos fixar tanto no famoso “Less is More“, que esquecemos que algum “barroquismo” pode ser bacana também – e “#FicaDica” para os designers brasileiros: buscar nossas origens beeeem elaboradas da hora de criar algo novo. Afinal de contas, barrocos, rococós e classicismo não faltam na história das artes deste país!

Toda a graça do cristal da Lalique na peça "Pomme" ("maçã"), combinando com torneira dourada.

Toda a graça do cristal Lalique na peça “Pomme” (“maçã”), combinando com torneira dourada.

O misturador "Rose", design da francesa Daum, fica bem acompanhado com metal dourado.

O misturador “Rose“, design da francesa Daum, fica bem acompanhado com metal dourado.

É mais uma daquelas marcas que deve estar em seu “caderninho” – ou, no ‘bookmark‘, para ser mais atual…  – de modo que você possa tanto se inspirar de vez em quando, quanto, quem sabe, ir em busca de uma especificação mais ousada e “fora da curva”, pensando em alternativas super trabalhadas em relação às nossas peças bastante “rígidas”, lineares e contemporâneas.

Em cima, o belo trabalho em porcelana de Pierre-Yves Rochon e mais uma maravilha Lalique embaixo.

Em cima, o belo trabalho em porcelana de Pierre-Yves Rochon e mais uma maravilha Lalique embaixo.

Related Posts with Thumbnails

Deixe um Comentário