nav-left cat-right
cat-right

É Natal, é Natal!

Chegou dezembro, é Natal. E não há um só ser humano sobre a face desta Terra cuja esperança não se renove...

Chegou dezembro, é Natal. E não há um só ser humano sobre a face desta Terra cuja esperança não se renove…

Chegamos a dezembro cheios de confusões!  Sou eu, é você, somos nós, é o país, é o mundo todo!  Quem vai dizer que não? QUEM vai dizer, com pureza d´alma e franqueza no coração que está tudo tranquilo, plácido e sereno? É um tanto assustador, mas a gente não sabe bem para onde está indo: nem nosso país, nem nação nenhuma desse doido mundo de final de 2016 parece estar muito estável em nenhum sentido. Nem econômico, nem político, nem cultural, nem social… e fim de ano é época de fazer um balanço, de parar para pensar, de comemorar sim, mas… o que temos a comemorar neste ano? Talvez muito pouco… o que temos a esperar do próximo ano? Talvez muito pouco, igualmente…  Daí que, mesmo sendo um blog que trata de belezas e bem estar, fica difícil esquecer disso tudo e dar receitas e dicas de coisas bonitas e presentes caros (e de bom design), esquecendo que o sentido de tudo isso pode estar por um fio…

E mesmo com toda balbúrdia social, política e econômica pela qual o MUNDO passa, houve surpresas nas tendências de decoração do fim do ano: até a duplinha do ano rosa com cinza pintou!

E mesmo com toda balbúrdia social, política e econômica pela qual o MUNDO passa, houve surpresas nas tendências de decoração do fim do ano: até a duplinha do ano, rosa com cinza, pintou!

MAAAASSSS… apesar de tudo isso… o ser humano – ah, o “ser humaninho”… isto é, NÓS  – a gente insiste! Nunca se viu resiliência maior! Talvez exista ser mais *chato* – e eu uso essa palavra aqui como sinônimo daquele que é insistente, insolente, “cri cri”, aquele que não entrega os pontos. Pode estar tudo perdido, o jogo acabou, o mundo foi para o brejo, não há mais nada a fazer MAAAAAASSS… o tal do ser humano ainda acha que haverá um jeito. Um outro mundo, um pedacinho de meteoro, um novo lugar, um novo sol. E não raro existe mesmo. Então, como o cérebro humano parece que foi projetado para esperar, EXPECTAR por algo melhor e, por várias vezes, já se viu isto acontecer, não vamos aqui brigar com “fatos” (ao menos, entre aspas). Entremos nesta hollywoodiana produção que é o NATAL de todo ano esperando por Papai Noel e suas renas voadoras – ou por qualquer outra lenda que nos agrade – sonhando com uma noite feliz e de paz, e pensando que, em 2017, vai nascer um ano novo muito melhor!

Em um Natal minimal chic, o belo hall de entrada de uma morada muito chic recebe um duende - que faz as vezes de Papai Noel - em dourado - e apenas alguns pinheiros estilizados em dourado, branco e prata e cobre, metalizados, super em alta. Ideia da norte americana Crate & Barrel.

Em um Natal minimal chic, o belo hall de entrada de uma morada muito chic recebe um duende – que faz as vezes de Papai Noel – em dourado – e apenas alguns pinheiros estilizados em dourado, branco e prata e cobre, metalizados, super em alta. Ideia da norte americana Crate & Barrel.

Então, vamos em frente: vou começar com a decoração, ou melhor, com a ambientação. Natal é festa e não tem festa sem brilho, sem pó de arroz, sem purpurina, sem luz. Eu adoro ambientações de bom gosto, sem exageros, e não gosto de mesmice. Acho que o Natal deve ser super estiloso, super arrumado, e não curto ‘over‘ à toa. Tem quem saiba fazer over bem, e tem quem saiba estragar até festa minimalista.  Então, atenção e cuidado, hein? Vamos ambientar bem a casa para o Natal? (sem esquecer a festa de Ano Novo que fica logo a uma semana depois, é claro).

Para um Natal em vermelho e branco, quem tem um ambiente neutro fica fácil: algumas almofadas nessas cores já são o suficiente para dar o tom. Note o belo arranjo de velas na mesa de centro.

Para um Natal em vermelho e branco, quem tem um ambiente neutro fica fácil: algumas almofadas nessas cores já são o suficiente para dar o tom. Note o belo arranjo de velas na mesa de centro.

Meus esquemas de cores prediletos eu já citei por aqui diversas vezes: dourado ou vermelho com branco, mas acho muito linda a tradição do verde com vermelho. O prata com branco também pode ficar muito bem, assim como o branco total, o dourado assumido e o prata tomando conta de tudo. Combinações mais exóticas como azul e prata eu já fiz, e podem ficar lindas, dependendo do que você tem em casa – ou seja, há que analisar. E a cada ano surgem surpresas e modismos que desafiam nossa mente. Uma das empresas que sempre consulto para ver “qual a boa do ano” é a Tok & Stok, e neste ano dei com um modismo que durou o ano todo e que invadiu o Natal, para mim, de forma inesperada: rosa com cinza.  Imaginam? E fica bonito quando se faz a coisa bem feita, claro. Bom para quem já entrou na onda e já está com a casa nas tonalidades. Mas para quem tem a casa mais “comprometida” com outros esquemas, é um tanto mais difícil (mas não impossível…).

No Natal tradicional, em vermelho e verde, basta um toque de cada uma das cores em elementos também tradicionais como velas ou arranjos para a festa ficar pronta1

No Natal tradicional, em vermelho e verde, basta um toque de cada uma das cores em elementos também tradicionais como velas ou arranjos para a festa ficar pronta1

Tem coisas baratas e que são muito fáceis de se comprar para mudar tudo em um ambiente: capas de almofadas, pequenas toalhas e caminhos de mesa, toalhas de lavabo e velas, por exemplo. A cor destes itens e sua distribuição pela casa já fazem o ambiente parecer de outra cor. Então, se você tem um belo sofá creme ou beige, pode “atacar” tanto com vermelho vivo quanto com dourado intenso nas capas de almofadas, que o resultado vai ser completamente diferente, não é? Então, mãos à obra: observe o que chama muito a atenção no seu living e na sua sala de jantar e retire de lá – exemplo? Um quadro azul escuro, ou um tapete multicolorido que nada tem a ver com um Natal branquinho que você quer montar. Pense:

  • Em criar uma capa para seu sofá – nada muito caro, mas que dê para usar por pelo menos um mês. Exemplo: compre um tecido para fazer cortinas (naturalmente largo, com 3 ou 2,5 metros de largura, em off white ou branco mesmo), só para jogar por cima do sofá e amarrá-lo com um cordão perto da base do móvel;
  • Em uma Árvore de Natal que seja bonita – não precisa ser enorme – e que tenha as cores que você escolheu : se for dourado com branco ela pode ser branca com bolas douradas ou o contrário;
  • Em uma toalha de mesa xadrez verde com vermelha, que cubra perfeitamente sua mesa de jantar, se as cores que você pensou foram de Natal tradicional (verde e vermelho);
  • Em ‘TNT’ (“Tecido Não Tecido”) na cor prata, que cubra suas cadeiras estofadas em veludo marrom, se a ideia é fazer um esquema de cores com tudo prateado.
    A ambientação toda em prata também é bastante rica e muito elegante. Tudo nela chama a atenção sobre si. Elimine, portanto, tudo que discordar de seus elementos.

    A ambientação toda em prata também é bastante rica e muito elegante. Tudo nela chama a atenção sobre si. Elimine, portanto, tudo que discordar de seus elementos.

    É claro que nem tudo chama tanta atenção assim e que você vai perceber o que pode ficar de fora. Mas tem coisas que “falam alto” na sua sala e que vale a pena inventar um artifício – barato, claro – para escondê-las só por uma noite, ou por uma semana. Outras pequenas dicas de ambientação fácil que você pode fazer e que dão grande resultado:

  • Preparar (ou comprar) capas tipo saco para o encosto de suas cadeiras de jantar para resolverem o assunto se o revestimento/estofamento das mesmas for estampado ou em cor totalmente diferente da que você deseja para a festa do Natal (veja na imagem acima);
  • Cuide das paredes: se você tiver um painel que tenha cores que não combinem com o que você quer, tente prender no teto, à frente do painel um paneaux neutro, ou use a estratégia de “fundo e frente”, usando fios com bolas de Natal, pom poms, estrelinhas, e/ou uma série de enfeites que você pode fazer em casa ou comprar em casas de festas. Mas atenção: para não virar um verdadeiro “carnaval”, é bom que estas coisas sejam em uma única cor, em um único tamanho, ou seja, que tendam a uma harmonia, a uma unidade;

  • Substitua seus quadros por guirlandas ou outras peças nas cores que você quer que estejam na festa;
  • Distribua conjuntos de velas pelo espaço com bases feitas nas cores escolhidas – por exemplo? Pequenas bolinhas de Natal. Ou use apenas velas brancas em vidros transparentes para ornamentar. Elas sempre ficam lindas;
  • Vasos de vidro cheios de bolinhas pequenas coloridas nas cores escolhidas – também sempre funcionam;
  • Fitas de LED dentro de potes de vidro nas cores que você escolheu para a festa. Mas tenha muito cuidado: essas fitas são um achado, mas têm se tornado muito banais, muito comuns e podem ser o ponto “over” da sua festa. Nem pense nelas se já tem coisa demais na sua decoração. Simplesmente não use!
Um exemplo de como fica belo o Natal em dourado e branco: aqui, como o espaço é todo branco, a árvore pode ser totalmente dourada e chamar a si a atenção devida. Desta forma, talheres, pratos, copos e muitos outros elementos também podem ser utilizados na mesma cor, sem risco de excesso.

Um exemplo de como fica belo o Natal em dourado e branco: aqui, como o espaço é todo branco, a árvore pode ser totalmente dourada e chamar a si a atenção devida. Desta forma, talheres, pratos, copos e muitos outros elementos também podem ser utilizados na mesma cor, sem risco de excesso.

Na próxima falamos da decoração das mesas, ok?

Related Posts with Thumbnails

Deixe um Comentário