nav-left cat-right
cat-right

Um pedacinho da Expo Revestir 2018

Moonlight Wood” é um dos novos cobogós da Mosarte LAB: super novidade da Expo Revestir 2018.

Como sempre muita festa, muita gente, muitas novidades – pelo menos é o que aparenta sempre qualquer edição de Expo Revestir que se preze. Mesmo com crise, com pouca criatividade, com reservas e com ressalvas dos participantes, sempre há algum “movimento” no mercado de revestimentos e acessórios para banheiros e cozinhas no início do ano, o que sempre é bom. Mas, pelo que vi pela telinha***, realmente houve gente que teve o que dizer, e disse bonito. Neste post inicial pincei algumas coisas interessantes que vi mas, como sempre, há muito, mas muito mais para se comentar. Só para que vocês tenham uma ideia do que falo, ao escrever umas três linhas de um único fabricante, acresci mais três e logo vi que cheguei a dez.  E então reparei com uma tendência que julguei importante e que acho que merece um post em separado.  Junte-se a isto o fato de que eu já havia decidido separar as ‘grandonas’ – Portobello, Eliane, Portinari, Deca (metais) – aí, não dá mesmo para fazer uma ou duas notinhas…  Então voilá: abrindo a temporada de posts sobre a Revestir – e daqui até o fim de abril, se misturando com outros eventos, mais Feira do Móvel de Milão  e por aí vai…  vamos lá ao que achei principal – e que consegui destacar – até agora? 

Passeio Revestimentos

Em duas belas cores, o novo cobogó “Imbuí” da Passeio fez bastante sucesso no evento.

 

O “Rustic Cut” da Passeio foi uma grata surpresa: o ‘Chevron‘ agora em cimentício!

A Passeio agora sempre entra nas minhas análises, obviamente pela proximidade do trabalho. Mas o setor de cimentícios é a cada vez mais forte na área de revestimentos e já não dá para imaginar o mercado sem eles. Neste ano os destaques da Passeio foram dois principalmente: o novo cobogó “Imbuí” – que a mim logo lembrou uma arraia!  – mas que deve ter suscitado na maior parte das pessoas a sensação de um simples rasgo no material. Agora a sacada de gênio mesmo foi lançar o “Rustic Fit” que nada mais é que o tijolinho cortado na diagonal, como na famosa estampa ‘Chevron‘ que tanto badala pela aí. Parece pouco, mas eu achei a ideia genial pois, de fato, faltava no mercado – e poder paginar com uma peça assim, não tem preço! Ponto pra Passeio, mas um super ponto! 

Solarium

O lançamento ‘Bossa‘, conforme apresentado no stand da Solarium na Expo Revestir.

Com a elegância e o bom gosto de sempre, a Solarium trouxe poucos e bons lançamentos a seu stand na Revestir deste ano. O destaque vai para a peça que o designer de joias carioca Antonio Bernardo fez com exclusividade para a empresa: simples, mas ‘no ponto’ como costumo dizer, “Bossa” é apenas um arco de círculo que delimita um plano precisamente na mudança deste, resultando em um efeito ótico que proporciona inúmeras possibilidades de composições. É bem um ‘jeitinho carioca’, um ‘quase gesto’, uma ‘bossa’ no cimento. Muito lindo! 

Olha a beleza de “Nodo” em branco!

Já “Nodo” é quase uma poesia em concreto – poesia concreta, será? Criado por Ana Cristina Gomes, presidente da marca, inspira-se na forças tectônicas do planeta e resume tudo numa forma simples mas poderosa. Segundo a própria arquiteta explica “fiz um exercício com as curvas concêntricas do tronco das árvores, sem pretensão alguma de imitar madeira, mas sim ser lúdica em relação aos círculos”. Um sinal cálido mas de força e elegância natural.

Flake” em uma versão clara e leve.

Para completar, Fernanda Marques apresenta sua terceira linha de produtos para a empresa: “Flake” mais uma vez mexe com as possibilidades de paginação e transita entre o design e a arte. Leve e fluida, dependendo da cor, textura e colocação, pode ir de um aspecto sóbrio a um alegre jogo de relevos. Muito criativa e surpreendente, variando bastante em movimento e visual, parece mesmo um quebra cabeças como sugere a arquiteta e designer criadora.

Lurca

Alguns destaques da nova “Coleção Japão” da Lurca. Clique para ver maior.

A Lurca é uma das marcas que mais cresce no cenário nacional: na esteira da estética dos azulejos 15 x 15, com estampas geométricas ou gráficas – tudo a ver com os anos de 50 a 70 – a empresa paulistana está indo de vento em popa. Para a Revestir trouxe a bela “Coleção Japão“, dentro da sua linha de trabalho, com várias outras belezinhas que todo mundo tem admirado e suspirado – e usado nos projetos de banheiros e cozinhas, de uns dois anos para cá, o que é mais importante! Segundo o release, o lançamento é “inspirado nas formas da natureza, na delicadeza e elegância da cultura japonesa“. Diz ainda que: “os novos azulejos têm geometria simples, mas capaz de impressionar quando repetida em painéis. Os modelos têm nomes de plantas importantes na cultura japonesa: Take (Bamboo), Matsui (Pinheiro), Fuji (Glicínia), Kiku (Crisântemo), Umê (Amexeira), Nashi (Pereira), Sugi (Cedro) e Sakura (Cerejeira)“. Parece que o Japão está com tudo mesmo!

Manufatti

Um lindo painel com o novo “Vertz“…

e outro com o “Abeto“.

E a nova linha “Rizoma” do Studio Guto Requena especialmente para a empresa.

A Manufatti teve um crescimento expressivo nos últimos anos em função da valorização de seu produto principal, o cobogó. Especializada no assunto e sempre trazendo novidades é um sempre destaque na Expo Revestir. Neste ano trouxe dois novos modelos: “Abeto“, da coleção “Argilla“, que lembra a madeira no estilo nórdico, no tamanho 25 x 25 cm e nas cores “Carbono“, “Natural” e “Off-white“, e “Vertz“, da coleção “Porcellana Manufatti“, inspirado em formas retas e curvas de Le Corbusier – no tamanho 30 cm x 30 cm, nas cores amarela, preta, branca e cobre. Trouxe também diversos novos revestimentos e também uma linha especial de cobogós desenhada por Guto Requena, que foi o destaque na mostra. Inspirada nas formas orgânicas de um rizoma, que cresce de forma uniforme e horizontal, sem raízes e nem hierarquias para sobreviver. São apenas dois modelos que demonstram uma simbiose entre o virtual e o manual criando a junção de ambas as partes e ampliando as opções de layouts possíveis.

Mosarte

Sempre pioneira, a Mosarte fez um lançamento paralelo à Revestir em sua flagship store na Alameda Gabriel Monteiro da Silva, apresentando a nova “Coleção Sense“, que, segundo o release foi “desenvolvida com a proposta de provocar uma reflexão sobre o sentido da vida e reforçar a importância de pausas diárias para poder perceber, tocar, refletir e sentir o mundo a sua volta“. São vários os produtos na coleção com descrições que, só vendo pra gente entender – exemplo: “View – Em meio às paisagens urbanas, com suas peculiaridades e personalidades que se misturam a cada esquina, a linha destaca a irregularidade e as cores marcantes que fazem da nossa realidade uma junção de elementos convidativos”  – Mas, com imagens, fica mais fácil entender. Vejam que bonitos estes destaques:

Peça “Clarity Off Thassos Copper” (com mármore Thassos e cobre), da linha “Clarity“.

Linha “Clarity – definida como “Quantos tons de luz podemos perceber em um dia inteiro, durante uma determinada estação do ano? Desde o amanhecer até o anoitecer, infinitos matizes passam pelos nossos olhos e são sentidos pela nossa alma. Cada um deles traz diferentes emoções, mas todos nos entregam a mesma beleza luminosa que irradia do mármore e do metal presentes nas peças

Peça “Round Of Thassos Wood” (com mármore Thassos e madeira), da linha “Round“.

Linha “Round – definida como “Para os gregos, o círculo é a mais estável e perfeita das formas. Por isso, a peça Round traz em cada modelo, a construção e desconstrução contínua do círculo através do mármore natural enaltecida pelo contraste de materiais“.

Peça “Black Rust” (com pedra negra e peça enferrujada), da linha “Rust“.

Linha “Rust” – definida como “O tempo é o senhor de todas as coisas e provoca a transformação. Através dele, a natureza e os materiais se modificam à nossa volta, criando novas e belas nuances que se abrem em infinitas possibilidades, como o efeito ferrugem de Rust“.

Profundo, não? 

Mosarte LAB

Vertex Black é outro lançamento em cobogó do (também chamado) MLab.

A Mosarte LAB é o “braço” da Mosarte que busca inovação ao extremo e já marcou muitos pontos com a linha “Plic“: bem dentro do espírito do “Faça Você Mesmo”, é um produto simples que decora fácil paredes, espelhos, mobiliário, e modifica com rapidez e facilidade – e bom gosto, o que é melhor – qualquer cantinho da casa, escritório, etc. Agora eles entraram na linha dos cobogós: mas são peças mais leves, feitas mais para dividir espaços internos e criar divisórias simples que se monta e desmonta com facilidade: são produtos adoráveis e muito práticos também para quem gosta do DIY. Encaixáveis e modulares, fica tudo pronto com o uso de cola branca, silicone e marreta de borracha. O tamanho de cada módulo é de 32,5 x 32,5cm e podem ser aplicados de diversas formas, trazendo um charme especial à decoração. Destaquei dois (um lá no começo do post),  mas achei todas as opções muito legais: e olha, o produto tem bom preço e pode ser comprado na loja virtual: não é uma maravilha? 

Nina Martinelli

Olha que bela é a linha “Diamante” da Nina Martinelli.

Tradicional em cerâmica rústica, veio forte com mais de 60 peças em tijolinho com massa de reciclagem, reforçando a tendência que só cresce entre os cimentícios – a Nina Martinelli sempre trabalhou com o tijolinho de massa de argila, agora entrou na onda dos cimentícios. Mas o que me chamou a atenção mesmo foi uma linha contemporânea muito bonita chamada “Diamante“: possui três peças de concreto unidas em uma, nos tamanhos 20 x 20 cm (formato de losango) e 15 x 37 cm (formado trapezoidal) que são apresentadas com nuances de cores que lembram o efeito do cimento queimado. Com iluminação adequada, a forma inusitada do produto produz um efeito visual surpreendente! Fica lindo em interiores, mas pode ser usado em fachadas, e está disponível em três cores: “Bianco“, “Grigio” e “Beige“.

Lepri

Um detalhe de um ‘Brick‘ da nova Coleção “Patchwork” da Lepri.

 

Outro belo lançamento da mesma empresa: “Bianco Colore Hexagonin Blanc” . Clique para ver maior.

Outra tradicional fabricante de cerâmicas rústicas, “botou pra quebrar” nos tijolinhos de massa de argila mesmo!  A Lepri lançou peças em cores super incríveis, com superfícies ultra trabalhadas, relevos, texturas, até patchwork teve: cada linha mais linda que a outra e ainda com direito a lançamento de novo formato: o hexagonal entrou com tudo, numa super coleção!  Destaco duas maravilhas deles: a nova “Coleção Patchwork” que tem tudo para emplacar em diversos ambientes e o “Hexagonin” que também tem patchwork, alguns com superfícies que parecem uma renda…

Nova superfície à base de quartzo – Grupo Guidone

Clique e assista ao Slideshow 1

E o Grupo Guidone – daqui mesmo, do Espírito Santo – trouxe mais uma opção em superfície à base de quartzo, com beleza e qualidade para competir com outras marcas já presentes no mercado brasileiro. Chama-se “Topzstone” e oferece chapas com tons, dimensões e estilos os mais atuais, além de serviços como paginação de pisos e paredes, cortes especiais para escadas, tampos e móveis em geral. As chapas têm por volta de 1,60 x 3,20 m e eu achei lindas as coleções e as tonalidades/padronagens e fiz dois pequenos slideshows para vocês verem as opções já ambientadas de cores e padrões. Olha, coisa de primeira linha, viu? 

Clique e assista ao Slideshow 2.

*** Como muitos que leem já sabem, eu ia pessoalmente à feira mas de última hora tive um problema de saúde que me impediu de estar presente. Mesmo assim, recebo dezenas de mensagens com muito material a respeito e conheço muita coisa para deixar de organizá-las e publicá-las aqui no blog. E mais: como já disse, AMO muito fazer tudo isso… 

Related Posts with Thumbnails

Deixe um Comentário