nav-left cat-right
cat-right

Mostra Artefacto Decor + Cinema no Rio – parte II

Super elegante recanto do loft do ‘Homem de Ferro‘ criado por Claudia e João Victor Brassaroto.

Hoje vamos ver a segunda parte do post sobre a mostra Artefacto Décor + Cinema Rio que está rolando até o fim do ano na loja da grife no Casashopping. São mais nove ambientes lindésimos em que os profissionais convidados se inspiraram em toda a energia atemporal da sétima arte – seja em títulos, temas, personagens, diretores, histórias ou cenas antológicas – e nos trouxeram espaços criativos que relembram momentos inesquecíveis dos longas metragens que vimos e nos emocionamos. Vamos lá! 

Todo o charme e o glamour dos filmes de 007 interpretados em um quarto e… na cama: dourados, metálicos, conforto, Art Decô… a dupla Alexandre Lobo e Fabio Cardoso caprichou! Clique para ver maior.

Alexandre Lobo e Fabio Cardoso utilizaram a estética sedutora dos anos 70 como ponto de partida para projetarem um espaço de 71 metros quadrados com uma atmosfera arrojada e sofisticada. A inspiração veio da casa modernista, com formas circulares em concreto, do vilão do filme “007: Diamantes são eternos“, interpretado pelo ator britânico Charles Gray. O filme de 1971, para quem curte lembrar de toda a atmosfera da película, foi dirigido por Guy Hamilton e estrelado pelo inesquecível Sean Connery em 1971, pela última vez na pele de James Bond, “o espião (mais famoso) a serviço de sua majestade”. Mas, voltando ao espaço, em tons neutros, com a predominância do cinza, o ambiente masculino tem piso de porcelanato que imita mármore “Armani Cinza”, paredes revestidas em painéis de madeira Pau-Ferro, pilares circulares e iluminação cênica branda. O destaque do projeto fica por conta da parede curva em concreto armado, muito similar à do filme, que acolhe um sofá também curvo de veludo e tapete redondo. O glamour dos títulos de James Bond está presente no mobiliário escolhido, em tons verde garrafa, cinza e telha e acabamentos gold, e no bar desenhado pela dupla em madeira Pau-Ferro com tampo de mármore Nero Marquina.

Absoluto charme tropical no ambiente de Ana Lucia Jucá que lançou mão da encantadora poltrona balanço “Ipê“, de Sergio J. Mattos, em destaque. Clique para ver maior.

Aproveitando o lançamento das estampas da coleção “Mata Atlântica” da Artefacto, Ana Lucia Jucá escolheu a animação “Rio” para criar um ambiente totalmente integrado com quarto, estar e sala de jantar em 72 metros quadrados. A estampa “Trópicos” é o ponto de partida para a inspiração e está presente em todos os ambientes junto com o linho branco. A ideia é abusar do conforto com charme e sofisticação, trazendo as cores verde, branco e tons de amarelo para criar um clima de resort. Tapetes em sisal manual e lustres de cristal de Rosa Kochen fazem o contraponto do despojado com o clássico. Destaque também para o paisagismo de Guilherme Portugal.

Um espaço bem charmoso e super descontraído criado por Tania Braida e Bernado Gaudie-Ley inspirado no clima de “A Praia“, do diretor Danny Boyle. Clique para ver maior.

Criar um ambiente praiano sempre esteve nos planos da dupla Bernardo Gaudie-Ley e Tania Braida. Por isso, quando foram convidados para a Mostra Artefacto com a temática do cinema, não pensaram duas vezes e escolheram o filme “A Praia“, de 2000, dirigido por Danny Boyle e estrelado por Leonardo Di Caprio. O projeto, um loft com 70 metros quadrados, apresenta uma beach house com toques urbanos, com destaque para a estante ‘Tournai‘ e a mesa ‘Petal‘, ambas da grife. Madeiras nas paredes, tapetes em palha e sofás revestidos com linho branco trazem aconchego e remetem ao clima de praia. As referências ao filme estão nos pisos, recriando a areia, na suíte com a cor verde atlantis, lembrando o mar do Caribe, e no painel que ilumina a suíte dando profundidade, que representa o sol. O grande destaque fica por conta da lareira com finos revestimentos em mármore italiano.

O elegante sofá curvo do estar do “Homem de Ferro” pensado por Claudia e João Victor Brassaroto: quem disse que super herói não curte casa bonita? Clique para ver maior.

Claudia e João Victor Brassaroto, mãe e filho arquitetos, assinam um projeto moderno e arrojado de um loft com 80 metros quadrados inspirado no filme “Homem de Ferro“, de 2008, dirigido por Jon Favreau. A dupla quis passar a ideia de que o espaço está no topo de uma montanha gélida e apesar do toque futurista é aconchegante, por isso fugiu dos móveis em linha reta e apostou nas curvas. Os tons de cinza, preto, branco e madeira caracterizam o cenário que é composto por sofá de veludo, poltronas em couro nobuck, e uma mesa redonda de aço e vidro preto. A sala de jantar é uma atração à parte com uma mesa oval que lembra uma nave, uma luminária assinada por Luciana Martins que reflete espadas e cadeiras com assento em couro. Um verdadeiro estar de super herói bem ali, ao alcance de todos! 

A suíte de ‘Mr. Grey” na interpretação de David Defízio é apenas bela e confortável, aparentemente sem os fetiches do filme “50 Tons de Cinza“. Clique para ver maior.

A casa do personagem principal do filme “50 Tons de Cinza“, Cristian Grey, foi a inspiração para o loft de 110 metros quadrados criado por David Defízio. O projeto é composto por um living com três ambientes que se integram a uma cozinha e uma copa. Tons neutros e sóbrios, em variações de cinza, estão presentes sempre associados a materiais nobres. O uso de mármore Nero Marquina, aço inox, madeira e cimento queimado dão o tom da decoração do estúdio. A suíte, com closet e banheiro, tem visão parcial para os demais cômodos. O estilo de vida do personagem é marcado pelos acabamentos e mobiliário sofisticados com sofás revestidos em linho e poltronas em couro.

Um jantar confortável e aconchegante é o que imaginou Elaine Ramos para a residência de Philippe, o protagonista cadeirante de “Os Intocáveis“, sucesso de 2011. Clique para ver maior.

Tentando imaginar o que seria a vida do personagem principal do filme de origem francesa de 2011, “Os Intocáveis“, Philippe, vivido por François Cluzet, após o encontro do amor e do seu enfermeiro Driss – desempenho inesquecível de Omar Sy – a arquiteta Elaine Ramos criou um ambiente inspirado nas residências francesas, porém com informalidade. A ideia é mostrar que ícones de diferentes épocas podem conviver no mesmo espaço com muita personalidade. O projeto de 114 metros quadrados traz paredes com boiseries laqueadas em cinza, um mix no mobiliário com peças clássicas e modernas e obras de arte. A copa aparece em tons de rosa e evidencia o trabalho na suavidade das cores em diferentes texturas.

Cores claras e muito azul no belo ambiente que lembra o filme “Dois filhos de Francisco” e homenageia a atriz Dira Paes. Clique para ver maior.

O espaço elaborado por Lenora Lohrsich e Emerson Araújo na mostra, homenageia a personagem da atriz Dira Paes, a mãe da dupla sertaneja Zezé de Camargo e Luciano, no filme “Dois Filhos de Francisco“, sucesso nacional de 2005. O ambiente de 77 metros quadrados com sala, cozinha, sala de jantar e suíte com closet e banheiro é totalmente integrado e simula uma vista para o mar. Conforto e sofisticação estão presentes no projeto com o uso das cores azul petróleo, preto e madeira freijó nos móveis e acessórios em couro. Mas a regionalidade de Dira Paes e, principalmente, do filme, são lembrados a todo o momento com o uso da palha, tecidos crus, fibras e arte popular em barro. Destaque para um retrato da atriz feito pela artista plástica Ana Tavares.

Vencedor do Oscar de melhor filme de 1985, “Entre Dois Amores“, dirigido por Sydney Pollack, inspirou Natalia Andrade e Simone Meira a criar um belo loft que lembra o amor vivido na telona entre os personagens de Meryl Streep e Robert Redford. Clique para ver maior.

A mudança de Karen Blixen, vivida por Meryl Streep no longa “Entre Dois Amores“, para um país completamente diferente do seu, mas sem deixar para trás suas origens, foi a inspiração da dupla Natalia Paes de Andrade e Simone Meira. O loft de 60 metros quadrados demonstra traços da personalidade de Karen e representa a harmonia de um espaço para morar, receber amigos e trabalhar. A mistura das culturas africana e dinamarquesa aparece no projeto através de elementos na decoração, que inclui diversas fotos. O charme fica por conta da parede rústica de tijolos aparente em sintonia com os móveis clássicos, como a romântica cama com dossel que lembra o romance vivido pela personagem com o aristocrata Denys Finch Hatton, interpretado por Robert Redford no filme.

Destaque para o belo lustre em cristal que dá o tom romântico para a suíte do hotel Beverly Wilshire, cenário de “Uma Linda Mulher“, que lançou a atriz Julia Roberts em 1990. Clique para ver maior.

O projeto da arquiteta Raquel de Alencar reproduz a suíte do hotel Beverly Wilshire, cenário icônico do filme “Uma Linda Mulher“, de 1990. Com 89 metros quadrados, a versão atualizada do espaço preza pelo conforto e pelo clima romântico eternizado pelos personagens de Julia Roberts e Richard Gere. O mobiliário clássico divide espaço com a contemporaneidade do projeto, que inclui a cabeceira da cama em porcelanato e a presença das cores verde e cinza. Obras de arte de Carlos Araújo e Carlos Vergara e uma escultura de Cassio Lázaro completam o ambiente.

Realmente uma mostra da melhor qualidade. Eu, que não tinha pensado em um tema para a mostra Artefacto, achei muito bem vindo – e de ótimo resultado. Estarei lá em breve conferindo tudo, prometo! 

Clique aqui para ver a primeira parte – post I

Related Posts with Thumbnails

Deixe um Comentário