nav-left cat-right
cat-right

Casa Cor© Rio 2018 – os espaços II

A saleta que recebe os convidados para a “Suíte da Mulher” de Gisele Taranto.

E continuando os destaques aos espaços que mais gostei na Casa Cor© Rio 2018, ainda continuo no prédio principal: como eu expliquei aqui, neste ano a gente começa a visita pelo 10º andar da antiga sede do Grupo Monteiro Aranha, desce até o térreo (pulando andares), e depois vai para o pátio aberto onde há a praça (chamada “Jardim das Palmeiras“), lojas e outros espaços. Vamos continuar a ver outros espaços de onde paramos.

Na ‘Suíte dos Filhos‘ de Ketlein Amorim, camas suspensas, TVs individuais e um sofá para os amigos: super conforto. Clique para ver maior.

Ketlein Amorim bolou uma suíte super agradável em um espacinho mesmo: duas camas, espaço para estudar, mini closet, banheiro, TV, e um confortável futon sofá que pode ser o espaço para mais um dormir, se for o caso. Detalhe de cortininhas para baixar (elas são de enrolar) é uma graça final, caso os irmãos queiram um tantinho de privacidade. Videogames dos anos 80 para o irmão mais velho quase me fizeram sentar e começar a jogar!  Videogames anos 2020 para o irmão mais novo mostram que o tempo não para e que a gente deve se atualizar todo santo dia… 

O “Quarto da Correspondente” é pequeno e agradável. Clique para ver maior.

Um espaço dos mais interessantes, o “Quarto da Correspondente” de Roberta Nicolau é simples e ao mesmo tempo muito bem trabalhado. As paredes dividem o uso de tijolinhos brancos com trama de madeira, espelho e um painel em MDF quase artístico. A cama enviesada destina a escrivaninha para o outro extremo do quarto e o armário todo em vidro fica um tanto menor. Uma bela jardineira na janela com persianas que dão bom sombreamento para dormir garantem a tranquilidade do quarto.

O nível mais alto do “Consultório de Psicanálise” com sua bay window que também pode ser um divã… Clique para ver maior.

Um dos ambientes mais bonitos de toda a mostra, o “Consultório de Psicanálise” de Isabella Lucena e Paula Gusmão me conquistou! Com uma vista das mais bonitas do Rio – que as profissionais souberam tirar partido para criar uma bay window que também faz as vezes do divã – ao mesmo tempo é uma das janela do consultório. No mesmo ambiente a cadeira de paciente e médico, caso prefiram. Um tom de salmão predomina no espaço e o lindo piso de granilite clarinho faz o degrau que dá para o escritório do médico.

… e a confortável mesa do médico com sua estante. Note o mini jardim na janela lateral. Clique para ver maior.

Neste outro ambiente uma confortável mesa com espaço para trabalho se abre mais uma janela lateral e uma ótima estante com muitos livros como é comum nos consultórios médicos. Há uma interessante divisória em metal e vidro entre os dois espaços, além do desnível, o que dá privacidade a médico e paciente caso seja necessário. Contam ainda com música – há casos em que há necessidade de um som – e iluminação suave. Muito bem projetado! 

Nem dá para imaginar como era esse canto do prédio que virou esta charmosa ‘Horta Gourmet‘ de Carmen Mouro e Sergio Novaes! Clique para ver maior.

Num dos recantos do prédio fica a “Horta Gourmet” de Carmen Mouro e Sergio Novaes: charmosa, elegante e bem compacta, nem parece que estamos quase no térreo de um prédio de dez andares. As plantas em jardins suspensos nas paredes ficaram um espetáculo, mas o que dizer do trabalho da dupla que vai do hall dos elevadores, passa pela mini copa (que existe em todos os andares) e se encerra num mini cantinho todo lindo que conta inclusive com iluminação natural?

A mini copa de apoio permite que o que for colhido na horta seja preparado e degustado ali mesmo.

A ideia é que se use o espaço para se preparar uma refeição bem natural com ingredientes dali mesmo e você pode curtir um tempinho na mesa lá de fora ou na copinha. O toque zen dado pelos objetos orientais não são à toa, mas as obras de arte feitas de reaproveitamento de materiais de pintura – um doce para quem descobrir quais!  – me encantaram… 

Monique Pampolha e Hannah Cabral do “Studio MH Arquitetura“, participam pela segunda vez de Casa Cor© Rio e acertaram de novo em seu “Studio NEO“. Clique para ver maior.

Com muita madeira e verde, Monique Pampolha e Hannah Cabral criaram seu “Studio NEO” pensando em algo compacto mas de muito bom gosto e conforto, claro. A cama setoriza os ambientes do banheiro de um lado e copa do outro, com uma bela banheira ‘freestanding‘ num dos cantos. Do outro lado, copa com direito a cooktop e cuba, tem mesa de apoio para refeições e muita claridade. Aliás, o aspecto diurno do espaço é dos melhores e a iluminação noturna parece valorizá-lo ainda mais, com a cama – que parece flutuar – contando com iluminação por baixo, sendo ainda mais valorizada no centro do quarto. Tudo muito bem pensado em todos os detalhes.

Estar com suíte à direita e à frente cozinha com sala de jantar/reunião, preservadas pela coluna, com jardim vertical feito por samambaias: esse é o “Loft do Homem” de Maurício Nóbrega. Clique para ver maior.

O “Loft do Homem” de Mauricio Nóbrega está uma maravilha: nada a ver com outros espaços que ele fez no passado que não me agradaram mesmo. Neste ano acho que o único “pequeno pecado” talvez tenha sido fechar demais o layout, tornando-o um pouco confuso, mas é perdoável: a cada lugar que você olha uma pequena joia. Um estar de muito bom gosto, uma ampla sala de jantar que facilmente se converte em mesa de trabalho e reuniões, uma linda suíte com um banheiro que tem o luxo de um chuveiro ao ar livre, ao lado de pedra bruta, uma mini cozinha agradável.

A suíte com o chuveirão no exterior. Clique para ver maior.

Quer mais o quê? Sim, ali do lado um há outro estar que recepciona os amigos do casal em dias de festa pois do outro lado ainda fica o espaço da mulher…

Ampla e elegante a “Suíte da Mulher” de Gisele Taranto. Clique para ver maior.

E esse espaço da mulher é a “Suíte da Mulher” composta por Gisele Taranto: de alto charme e cheia de encantos, é naturalmente elegante com sua cama estofada no amarelo que (dizem) será a cor do ano de 2019 (mesmo, do ano que vem, antes do verde  ), um belo armário com penteadeira ampla o que resulta num verdadeiro quarto de vestir, mais banheira e uma ante sala com sofá.

Simpática saleta “lá fora” da “Suíte da Mulher“. Clique para ver maior.

Mas esta mulher especial tem uma saleta ao ar livre para receber os amigos de forma reservada, que se trata de outro espaço, um varandão em anexo composto por queda e espelho d´água e poltronas em madeira com um paisagismo cuidado pelo escritório de Burle Marx (convidado especialmente para tanto). É muita sofisticação para um só lugar… 

A “Livraria e Sala de Leitura” da RBP Arquitetura: funcionalidade e carinho com os detalhes. Clique para ver maior.

E chegamos ao primeiro piso do prédio, onde tudo começa. A fachada, a recepção, e o espaço que quero destacar, que é o primeiro que se vê mesmo, a “Livraria e Sala de Leitura” de Hannah Brauer, Regina Prior e Bianca Prior, da ‘RBP Arquitetura‘. O que deveria ser “apenas” – e eu digo ‘apenas’ com pesar, pois eu adoro livrarias – um espaço comercial, foi muito, mas muito bem tratado pelo trio de profissionais que caprichou em cada detalhe, em cada cantinho mesmo. Não foi apenas fazer uma marcenaria elegante e colocar uns bancos e prateleiras no espaço, mas olhar para o lugar e pensar onde seria bom ter um banquinho, uma luz especial, um detalhe a mais de beleza…

Livros, bancos e espaços de respiro entre os livros e para leitura.

E você encontra muitos deles por todo o ambiente: é uma brincadeirinha aqui, uma borboletinha ali, um origami acolá. Ou seja: houve gosto de fazer os detalhes, após todo o trabalho de cuidar dos detalhes de uma obra, de arrumar os livros, de pensar na segurança de uma loja assim, aberta a um público grande que vai passar por ali. Eu achei que este cuidado a mais que elas tiveram foi de muita delicadeza e amor ao trabalho e quem se deteve para reparar deve parabenizá-las pelo carinho. Todo mundo em Casa Cor© cuida dos detalhes, mas realmente os que vi neste espaço foram encantadores. Parabéns RBP! 

O living do “Refúgio Urbano” com o jantar e a cozinha ao fundo. Clique para ver maior.

Agora, saímos para o que seria chamado de “Praça Casa Cor© Rio” que aqui neste ano recebeu o nome certo de “Jardim das Palmeiras” pois é isso mesmo e está bem bonito. Lá, você encontra um lugar bacana para se refrescar, se esticar, e caminhar ao ar livre com tranquilidade. Encontra vários espaços entre eles a “Casa Unlimited” – ou “Refúgio Urbano” como vi exposto em alguns lugares – de Bruno Carvalho e Camila Avelar. Construída para a mostra, a casa é realmente uma belezinha. Elevada do solo onde há um jardim tropical com muitas bromélias e palmeiras, ela foi feita em estrutura metálica e concreto. É toda plana e te recebe com um belo terraço com uma piscina preta (é pedra Hijaú), que não causa nenhum espanto pois todo mundo já espera por algo assim numa casa conceitual como esta. Só achei que ela é muito pequena e daria apenas para o casal, personagem da casa, se divertir um pouco. Daí um grande living com sala de jantar e cozinha integrada te recepciona lá dentro.

No outro extremo, a suíte com escrivaninha. Clique para ver maior.

Muito elegante, você só vai ver do outro lado a suíte com outra super varanda. No meio, o banheiro e o closet. Talvez eu não vivesse ali de tanta coisa que eu curto juntar, ter, possuir, acumuladora que sou. Despojar-me de tudo, ter um cantinho para escrever e/ou colocar um micro/note, uma única estante de livros e parte (imagine…) de um cabideiro? Não é pra mim. Há tanto espaço na casa que talvez em dois dias eu a encheria de outros móveis, todos bem dispensáveis é verdade…  Mas me toca a beleza da casa vazia e de uma vida assim, beeem despojada, bem sem precisar de nada. Uma casa aberta para a natureza com suas portas de correr que – imagino – quando chove a gente tem que correr para fechar tudo! Talvez ali só faltasse uma lareira, uma churrasqueira e, na verdade, com tanto espaço e tantas tecnologias que há, fica fácil colocar uma delas ou ambas. É um exercício dos melhores para que a gente pense em tudo que se tem em casa se esse “tudo” é realmente necessário…

No “Empório & Cine Lounge” a tela de cinema que é bem visível mesmo à luz do dia, logo acima de um pequeno espelho d´água. Repare no piso e nos móveis. Clique para ver maior.

Finalmente destaco o que acho que deva ser “o lugar” de Casa Cor© Rio neste ano: o “Empório & Cine Lounge” de Cristina Côrtes, Virna Carvalho e Sandro Ward. Bem lá fim do terreno surgiu um recanto para se colocar uma tela de cinema sensacional, que fica ótima ao ar livre, mesmo com luz natural – imagino à noite como deve ser. Pelo que me disseram haverá sessões diariamente às 18h. Um empório super gracinha dirigido por uma das melhores délis do Rio (não muito cara), e uma vista para o Outeiro da Glória, para a Baía da Guanabara e para o Centro do Rio. Realmente o espaço é um tudo, mas os profissionais trabalharam para ter uma cozinha agradável, um piso de cruzeta que é uma graça, móveis confortáveis e atuais, resistentes ao tempo, enfim, tudo para ser belo e bem funcional. Estão de parabéns, se eu tivesse que promover qualquer evento seria nesta graça de lugar por tudo! É um local que recepciona bem, que “sorri para quem chega”, dá para perceber e isso não tem preço… 

De mais, acho que agora só no ano que vem. Vá visitar. Se quiser, conte com nossas visitas guiadas. Clique aqui para saber maiores detalhes. 

SERVIÇO:
Casa Cor© Rio de Janeiro
De 18 de setembro a 4 de novembro
De terça a sábado das 12h às 21h
Domingos das 12h às 20h
Ladeira de Nossa Senhora, 163 – Glória

Related Posts with Thumbnails

Deixe um Comentário